Início Editorial Novo recorde de acessos diários ao Blog: 2.203 acessos em 09/11/2018 e...

Novo recorde de acessos diários ao Blog: 2.203 acessos em 09/11/2018 e mais de 10.000 acessos em trinta dias!!

167
0

Compartilhamos a alegria de termos alcançado novo recorde de acessos diários do Blog Perspectiva Crítica!! Apenas quatro dias após as duas últimas publicações sobre o fenômeno eleitoral brasileiro Bolsonaro e nossas análises, obtivemos a marca de 2.203 acessos no dia de 09/11/2018, ao mesmo passo em que atingimos a marca de mais de 10.000 acessos em trinta dias!!

Agradecemos o carinho e a atenção de todos! É um orgulho enorme poder contar com a confiança e o interesse dos leitores nesses novos níveis e confirmamos e redobramos esforços para trazer boa informação e análise sobre fatos políticos, econômicos e sociais do nosso país e do mundo sob perspectiva exclusiva do cidadão brasileiro.

Este trabalho que fazemos não é, infelizmente, possível de ser obtido na grande mídia, eis que é cada vez mais evidente e muitos brasileiros já notam com mais facilidade, que ela, esse grande pool de grandes empresas de comunicação, publica sob a perspectiva de grandes empresas e bancos e mentirosamente tenta vender suas notícias como se fossem feitas sob a ótica e para benefício do cidadão.

Verdadeiramente é uma lástima e um crime informativo o que fazem, criando desinformação em massa e que, no fim, objetiva, em termos crassos, o empobrecimento do cidadão brasileiro, convertendo esse prejuízo em benefício financeiro para grandes empresas e bancos, através do avanço no percentual do PIB, cada vez mais, para este grupo da sociedade: grandes empresas, bancos e seu grupo de sócios e participantes de elite da sociedade.

Não é ilegítimo a nenhum grupo social perseguir uma maior participação no PIB brasileiro. Mas é imoral a grande mídia brasileira se apresentar como publicadora neutra e isenta de notícias em nossa sociedade, quando clara e evidentemente publica com grande viés no sentido da concretização do Estado Mínimo, sempre contra direitos dos trabalhadores, incriminando servidores públicos como únicos culpados pelos déficits orçamentários e outras coisas do gênero, sempre, sempre publicando notícias que levam ao avanço da participação de empresas e bancos no pib brasileiro em detrimento da participação da renda do trabalhador, servidor público, chefes de famílias, ou seja, sempre em detrimento das pessoas físicas.

A grande mídia tem o total de direito de agir como o faz, mas a dissimulação é imoral, gera, como está gerando, o descrédito de seu trabalho e a diminuição de venda de jornais e de audiência, como vem ocorrendo, e isso é um prejuízo a toda a sociedade e ao país, pois a grande mídia deveria ser reconhecida, a bem do país, como uma fonte honesta de informação sobre fatos e análise dos fatos.

Nosso maior objetivo é repreender os meios de comunicação por disseminação de notícias falsas ou dissimuladas e que têm o poder de criar desinformação em massa em prejuízo da realidade dos fatos e da compreensão do cidadão sobre fatos políticos, econômicos e sociais que influenciam sua vida e de suas famílias para concluir, autonomamente, o que entende melhor para que sua renda e sua qualidade de vida aumentem no Brasil.

A grande mídia quer publicar sobre déficit fiscal? Por que não publica sobre a política de concessão de subsídios da União e dos Estados e Municípios? O déficit fiscal do Estado do Rio de Janeiro é de 30 bilhões de reais? Mas as concessões ilícitas de subsídios nesse Estado atingiu a marca de 180 bilhões de reais e estão em discussão judicial. Cortando imediatamente 30 bilhões de subsídios seria zerado o déficit, mas a mídia apoia corte de cargos públicos, aumento de cortes de benefícios previdenciários de trabalhadores e a negativa de reajustes inflacionários aos servidores.

O país está em crise? Mas não se vai explicar a proporção da importância da queda do preço internacional do petróleo e do minério de ferro, além da bolha imobiliária neste processo? Se as publicações partirem da grande mídia, não.

A grande mídia apoiou as reformas trabalhistas para gerar 2,5 milhões de empregos automaticamente? Bem, conseguiram acabar com vários direitos do trabalhador, mas cadê os 2,5 milhões de empregos em contrapartida? Após mais de um ano da reforma estamos no pior momento de desemprego na história dos índices do IBGE. Nós dissemos a vocês que o crescimento econômico é que cria emprego. A sociedade foi enganada e agora entregou vários e cruciais direitos trabalhistas em troca de NADA.

O prejuízo da má informação ao cidadão brasileiro é enorme e é no bolso do cidadão. E agora haverá a tunga dos direitos previdenciários, sem antes se exigir a eficiência da gestão do governo, a revisão de política de subsídios e muitas outras medidas errôneas como o aumento da DRU de 20% para 30% e que retiraram arrecadação da União e da Previdência… e no final a culpa é sempre da existência de direitos trabalhistas, direitos previdenciários dos trabalhadores e da existência de cargos públicos e da necessidade de reajustes inflacionários anuais da remuneração dos servidores, aposentados e pensionistas, ou seja, a culpa é sempre do cidadão que deve ser diuturnamente empobrecido em benefício das empresas e do mercado.

Nós seremos sempre a resistência contra essa perspectiva empobrecedora do cidadão. Acreditamos que o enriquecimento do cidadão gera o enriquecimento do país. Isso sim é defender o capitalismo. E a quantidade de publicações literárias neste sentido também cresce pelo mundo, como ocorre com as publicações de Thomas Piketty, Mariana Mazzucato, Domenico De Masi, Joseph Stiglitz e Paul Krugman, dentre outros.

Una-se a nós. Não deixem a perspectiva exclusivamente e exclusivista das empresas e do mercado financeiro preponderar em nossa sociedade. Sua omissão gerará o seu empobrecimento e perda de qualidade de vida da sua família por gerações.

Faça os artigos deste Blog e de outros meios da mídia social chegarem a cada vez mais pessoas sempre que você entender que leu algo verdadeiro e importante. Seja um supersoldado na criação e defesa de uma melhor sociedade que privilegie a pessoa física e não só grandes empresas e instituições financeiras.

Obrigado pela audiência.

Mário César Pacheco
Blogger       

P.s de 16/11/2018 – Texto revisto. Corrigida a menção de que “no dia seguinte às duas últimas publicações sobre a onda Bolsonarista” o Blog atingiu seu novo recorde de acessos diários. Na verdade isso ocorreu quatro dias após as últimas publicações. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui