Jabuticabas e Incongruências criadas pela Grande Mídia de Mercado Brasileira

    74
    0

    Outro dia eu tive essa luz… a Mídia de Mercado fala tanto sobre as jabuticabas criadas pelo Estado Brasileiro (que realmente existem), mas talvez por também ser brasileira (será?!?) ela mesma cria várias jabuticabas e incongruências que vistas sob uma prespectiva histórica de alguns anos ou mesmo meses, parecem tão ridículas quanto as criadas pelo Estado Brasileiro e que tanto criticam. São as jabuticabas e incongruências da Grande Mídia Brasileira que agora publicamos de forma resumida e imediata, para depois proferirmos comentários sobre cada uma delas.

    Jabuticabas e incongruências da Grande Mídia Brasileira:

    1 – Exige crescimento da economia mas critica aumento de arrecadação, consequência deste crescimernto econômico.

    2 – Exige investimetno em serviço público, mas sem aumento de despesa financeira com o serviço público.

    3 –  Exige concessão de isenções tributárias (IPI, contribuições sobre folha de pagamento) e baixa de custo Brasil (uma das resposta do governo foi o subsídio ao preço da energia elétrica, por exemplo), mas quer a entrega de superávit primário gigante (original de 3,3% do PIB).

    4 – Defende que Banco Central Brasileiro deva executar política monetária exclusivamente através de controle de inflação, enquanto Japão Europa e EUA fixam seus juros considerando inflação, desemprego e crescimento econômico. E esse controle deve ser via juros, quando a China contrla via aumento de depósito coimpulsório com amis efeito de controle sobre a inflação e menos reflexo em criação de dívida pública, que ocorre com aumento de juros básico.

    5 – Condena o subsídio da energia elétrica que torna o produto brasileiro mais competitivo, mas não condena os subsídios bilionários e múltiplos anuais na Europa, Japão e EUA e nem calcula o impacto sobre a produção de tal subsídio para a economia para ver se é interessante mantê-lo.

    6 – Questiona o aumento de “gasto” público e “inchaço” da máquina pública, mas publica a conta-gotas a falta de servidores em todos os setores (segurança, defesa civil, saúde, Justica, fiscalização, alfândega e educação) sem nunca apontar onde está o departamento público dito “inchado” ( o que deve ser fácil, já que está inchado.. rsrsrs).

    7 – Aponta falta de médicos no interior, mas critica o programa Mais Médicos sem sugerir nada em seu lugar ou outra solução para a falta imediata de médicos no Brasil. Critica a mais valia (exploração do trabalho humano que ocorre naturalmente no sistema capitalista) praticada por Cuba sobre seus médicos “contratados” ao Brasil, mas não faz o mesmo em relação às centenas de ONGs, Oscips e Cooperativas que fazem o mesmo com médicos e professores brasileiros que são terceirizados para prestar serviço de saúde pública e educação.

     

    8 – Aponta falha na estrutura pública de educação, mas historicamente nunca apoiou a causa sindical de professores públicos que exigem há décadas salário digno e plano de carreira. Nem exige concurso para professores públicos em universidades controlada por feudos.

    9 – Condena investimento no Porto Mariel em Cuba, mas exige apoio à produção e exportação de serviços brasileiros.

    10 – Apóiam Alca e investidas comerciais bilaterais contra o Mercosul, Unasul e Celac e o avanço de  tratados Sul-Sul, a despeito de estes últimos terem crescido economicamente muito mais do que os primeiros, mesmo se comparados os países que adotaram os tratados bilaterais em relação a nós.

    11 – Apóia a intromissão do Economist e Financial Times em política brasileira, indicando que nosso Ministro da Economia seja retirado por não entregar tudo o que promete em resultado econômico ao mercado, mas não comenta que a desgraça em que se encontra a Europa, EUA e Japão nunca gerou um pedido semelhante contra Ministros da Economia espanhóis, portugueses, franceses, americanos e todos os demais países em situação pior do que a nossa.

    12 – Reclama da geração de energia elétrica e da necessidade de manutenção de matiz energética limpa, mas ataca as construções de hidrelétricas pelo Brasil.

    13 – Exige melhoria no transporte público, mas não apoia investimento maciço em trens por todo o Brasil e todas as metrópoles como existe na Europa, Japão e EUA.

    14 – Quer qualidade de serviço público mas não apoia contratação em número adequado à demanda brasileira e nem incentivo às carreiras com planos de cargos e salários e aumentos e equalização de remuneração desses cargos.. sequer exige o reajuste inflacionário anual previsto na Constituição e ainda publica esses raros reajustes, quando ocorrem , como aumento e não como correção inflacionária realizada com atraso de anos e anos. Mas na Europa e EUA há mais servidores públicos por habitantes do que no Brasil e com salários médios melhores.. veja o salário de policial, bombeiro, médico e professor na Alemanha….

    Achei muito interessante essa lista… devo acrescentar comentários a cada uma elas, mas somente essa lista por si só é altamente informativa de que algo incrível deve existir nessa qualidade de “brasileiro” pois gera uma propensão muito forte a criar jabuticabas e incongruências.. tanto que o Estado brasielrio as cria, mas a mídia de mercado brasileira, que aponta muito bem essas jabuticabas governamentais, não tem qualquer cerimônia em criá-las também.. rsrsrs

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui