Incongruência informativa da Grande Mìdia: melhor resultado do Brasil no PISA é publicado como fracasso e desorganização da educação no Brasil

    117
    0

    Os resultados do Brasil no PISA (Programa Internacional de Avaliação deAalunos) 2012, concurso/avaliação da OCDE sobre o ensino aos jovens em todos os países no mundo, foram os melhores obtidos pelo Brasil em todos as edições realizadas desta avaliação até hoje (versão e enfoque no Ensino de Matemática). O Brasil saiu de 300º colocado para 58º geral (informação publicada ontem no programa estatal de rádio “A Hora do Brasil”). Mas a grande mídia publicou como um fracasso. Como? Isso é informativo?

    Da série “incongruências informativas”, podemos mais uma vez mostrar o absurdo que a mídia sente a liberdade em fazer com informações. O método é sempre o mesmo: a manchete e letras grandes dizem uma coisa, mas o conteúdo, do mesmo artigo ou de outro, dizem o diametralmente oposto.

    Comparem as publicações do Jornal O Globo On Line de hoje. Enquanto o artigo de fácil acesso da coluna “Agora em Destaque” publica o artigo intitulado “Resultado do Brasil no PISA 2012 mostra que País gasta pouco e mal com educação” e com subtítulo “Numa lista de 49 economias feita pela OCDE, despesas por alunos no Brasil deixam o país na 38ª posição”, o conteúdo de outro artigo publicado na mesma edição traz várias informações positivas sobre os avanços dos resultados do Brasil no ensino, tendo sido afirmado pelo responsável pela avaliação do Pisa 2012 que há muito tempo não via uma melhora quantitativa e qualitativa de qualquer país, como o alcançado pelo Brasil.

    Para acessar todo o conteúdo negativista, acesse: http://oglobo.globo.com/educacao/pisa-2012-mostra-que-brasil-gasta-pouco-mal-com-educacao-10960993

    Para ver que a despeito das perguntas críticas e ácidas da jornalista o responsável pela edição do Pisa 2012 teceu longos e inúmeros elogios ao Brasil e seus resultados, mencionando que falta priorizar o oferecimento de escolas de alta qualidade aos pobres, como é feito na Ásia, acesse:http://oglobo.globo.com/educacao/criancas-mais-pobres-precisam-ter-acesso-as-melhores-escolas-diz-responsavel-pelo-pisa-10961247

    E fique com o seguinte trecho do comentário deste senhor, Andreas Scheleicher, sobre Brasil para que você constate a incongruência informativa em relação aos títulos e manchetes sobre o tema:

    Como analisar o resultado do Brasil?
    ANDREAS SCHLEICHER: É muito impressionante. O Brasil foi bem-sucedido em levar mais crianças à escola e, ao mesmo tempo, aumentou a qualidade. Entre 2003 e 2012, nenhum outro país teve tanto progresso. Houve também aumento dos investimentos em Educação e progresso na atração dos melhores professores para salas de aula desafiadoras. Mas ainda há muito a fazer. A situação econômica das crianças ainda é um poderoso condutor do sucesso escolar no país.” Acesse a íntegra em http://oglobo.globo.com/educacao/criancas-mais-pobres-precisam-ter-acesso-as-melhores-escolas-diz-responsavel-pelo-pisa-10961247

    Estamos aqui para demonstrar a abordagem parcial da mídia que está totalmente obsecada com a corrida eleitoral presidencial de 2014 e não publica a realidade dos fatos como deveria fazer uma mídia isenta. Apresentamos isso diversas vezes na seara econômica, mas estamos atentos para observar e denunciar a deturpação da informação ao público em todas as áreas. Dialética sim, mas com enfoque e compromisso com a imagem real dos fatos publicados em sociedade sobre qualquer tema. Artigo informativo e é diferente de artigo indutivo.

    Até a próxima.

    p.s. de 04/12/2013: texto revisto.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui