Senado Federal ataca a corrupção: criados mais 660 cargos de Procurador da República até 2020

    135
    0

    Senhores, isso é o tipo de notícia que muda o País. Por mais incrível que possa parecer, finalmente o Senado vem contribuindo para o bem do País.

    Além de fechar recentemente um pacto com a Presidente da República para tirar de pauta vários pedidos de aumentos de salários e aumentos de gastos de verbas (o que é em parte uma injustiça com os servidores públicos que nunca ganham correção constitucional anual garantida pela Constituição da República), segundo notícia em artigo na Carta Capital escrito por Delfim Neto (a última edição que fala do destino dos mensaleiros – capa com fotos artísticas dos principais condenados na ação penal 470 do STF*), o Senado fechou um pacto pela defesa da responsabilidade fiscal (e não haverá alteração de índice de correção das dívidas de Estados E Municípios, ao que tudo indica), acabou de aprovar o voto aberto, restringindo muito o voto secreto e agora dá um golpe grave na corrupção com a aprovação da criação de mil cargos para a Procuradoria da república, sendo 660 cargos de Procurador Federal!!!

    Veja a notícia em http://oglobo.globo.com/pais/senado-aprova-mais-de-mil-cargos-para-ministerio-publico-10971902

    Isso senhores é o que bate na corrupção!! É contratação de Procuradores da República, servidores para a Procuradoria da República, manutenção de bons salários para esses servidores e Procuradores!! Eles são os que fazem os processos criminais contra os corruptos. Sem uma Procuradoria da República com Procuradores e servidores suficientes, senhores e senhoras, não há Justiça que dê jeito!! Mas isso vai pressionar o caixa do governo? Sim. Mas a devolução em menos roubo da Previdência, em licitações superfaturadas, em desvios de verbas de hospitais públicos, em apuração de crimes de servidores seja na polícia, seja nos hospitais, seja em obras de infra-estrutura, sejam autoridades do Judiciário, Legislativo ou Executivo salvam bilhões e talvez trilhões de reais que a mídia não vai querer botar na conta positiva desses investimentos em recursos humanos na nossa Procuradoria da República.

    Agora faltam investir em Penitenciárias, mais salários e contratações para Policiais Federais, Policiais Rodoviária Federal, Tribunal de Contas da União, Auditores Fiscais e muito principalmente, aparelhar a Polícia Federal com instrumentos técnicos de alta tecnologia para poder ser realizado trabalho fino para pegar corruptos na área federal. É a Polícia Federal que faz as investigações. Então se a Polícia não fizer boas provas de crimes, o Procurador da República não pode propor ação penal contra corruptos e o Judiciário não os poderá condenar.

    É simples assim.

    Parabéns ao Senado Federal!!! Finalmente faz algo certo e ataca a corrupção com instrumento contundente: aparelhando a Procuradoria da República!

    p.s.: Infelizmente os cargos para servidores da Procuradoria da Rrepública criados são cargos em comissão e não cargos efetivos (preenchidos por concurso público)… isso não é o melhor pois feudaliza os quadros de servidores,.. mas antes isso do que menos servidores. Pelo menos assim é possível vislumbrar mais trabalho deste braço fortíssimo da democracia brasileira que é a Procuradoria da República. Transformar cargos em comissão em cargos efetivos depois é mais fácil do que simplesmente criá-los… políticos não gostam muito de cargos preenchidos por concurso.. não sei porquê… rsrsrs

    p.s. de 06/12/2013: * Trata-se do artigo intitulado “A busca do equilíbrio”, de Delfim Neto, publicado na edição da Carta Capital de 27/11/2013, Ano XIX, n.º 776, página 56). Texto também foi corrigido.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui