Excesso de Gilmar Mendes: sugerir que depósitos múltiplos do PT sejam “lavagem de dinheiro” antes de investigação é temerário

    52
    0

    Pessoal, nesse início de ano, em pleno ano eleitoral, os ataques via excessos, sempre bem divulgados pela mídia que não gosta de ser chamada de corporativa, estão vindo de todos os lugares. É interessante ficar atento.

    Eu li o artigo do Jornal O Globo em que foi publicado que o Ministro Gilmar Mendes teria considerado a hipótese de tanto dinheiro obtido em uma semana pelo PT para ajudar no pagamento de multas penais aos condenados pelo Mensalão Petista poder ser oriundo de lavagem de dinheiro.

    Senhores, é lastimável que um Ministro do STF possa se pronunciar dessa forma. Não podemos crer que um homem que seja Ministro do STF possa cometer esse erro. Reputamos que talvez ele tenha considerado na condição pessoal para os jornalistas e que estes tenham divulgado talvez até à revelia de Gilmar Mendes, porque é simplesmente um disparate um Ministro do STF falar publicamente desta maneira. Até por que, como Ministro do STF, se isso fosse verdade e gerasse uma nova ação criminal, ele poderia estar criando seu impedimento de participar do julgamento por enunciar previamente um julgamento antes do fim do respectivo processo e do exercício do contraditório e ampla defesa dos acusados.

    Como cidadão, qualquer um pode falar qualquer coisa. Como Ministro do STF, não. Um juiz não pode, como qualquer cidadão comum se dá essa liberade, ou como a mídia de mercado se dá essa liberdade, sair por aí rotulando ninguém e fazedno pré-julgamentos e ainda torná-los públicos. No íntimo, inclusive, pode pensar isso ou aquilo, mas não pode falar e incriminar ninguém ou fato algum.

    Segundo o PT, em artigos sobre o tema, a relação de contribuintes para os “mensaleiros petistas” tem 5 páginas A4 e dezenas de contribuições. O valor chama a atenção. A rapidez com que foi obtida a vultosa soma também chama a atenção. Mas o PT é o partido de maior militância que existe e está no governo há doze anos. É natural que possa angariar fundos vultosos rapidamente.

    Ao invés de rotular e criticar e incriminar os depósitos que segundo o PT são identificáveis, dever-se-ia fazer denúncia ao Ministério Público Federal de lavagem de dinheiro, ou o próprio MPF iniciar investigação a partir das notícias, e verificar-se do que se trata tal arrecadação. Ponto. Acho isso mais justo e honesto do que sair acusando quem quer que seja.

    Então, o Blog Perspectiva Crítica acha um absurdo rotular-se a arrecadação partidária a favor dos mensaleiros do pt de “lavagem de dinehrio” ou de qualquer outro crime e entende que a conduta correta seria haver investigação, se houver indício de crime, para que o Ministério Público Federal e a Justiça, aí sim, diga oficialmente do que se trata, evitando-se os já conhecidos pré-julgamentos sociais insituídos e massificados pela mídia de mercado.

    Se Gilmar Mendes, Ministro do STF disse o que o Jornal publicou, da forma como ficou evidente, afrimando que “com certeza há lavagem de dinheiro” ou coisa do gênero, o Ministro GIlmar cometeu excesso grave.

    O Blog Perspectiva Crítica se recusa a crer que o Minstro do STF Gilmar Mendes realmente tenha falado uma atrocidade destas, colocando em risco sua neutralidade para julgamento de eventual ação penal destinada a verificar se houve lavagem de dinheiro na arrecadação partidária em questão. 

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui