Blog atinge a marca de 130.000 acessos globais e posição do Blog para segundo turno das eleições para Presidente 2014

    53
    0

    Exatamente no dia após a eleição de primeiro turno de 2014, o Blog Perspectiva Crítica compartilha a alegria de atingir 130.007 (cento e trinta mil e sete) acessos neste momento!

    Justamente neste momento importante da história do País, em que entram em franca oposição e embate duas vertentes semi-clássicas de nossa jovem democracia: PT x PSDB. Interessante. Mais Estado ou menos Estado? Mais serviço público ou menos serviço público? Será que podemos colocar a questão do embate presidencial por esse prisma? Ou será menos eficiência (a candidatura da situação normalmente é rotulada de que poderia fazer mais e, portanto, é ineficiente) e a esperança de mais eficiência? Ou será mais corrupção (essa tecla foi bastante batida pela grande mídia e tentou se colar praticamente a idéia de que “se é PT, é corrupto”, o que está errado) e menos corrupção (será!?!?! e o metrô de São Paulo e o mensalão do PSDB de Minas?!)?

    Mas a questão é um grande imbróglio. Há montanhas de legítimos argumentos para quem votar em Aécio, tanto quanto para quem votar em Dilma. Para nós, é importante o fato de que a eleição seja apertada. Coloca o eleito no chão, sem salto alto. O eleito ficará atento ao que aqueles que menos representa almejam. E isso é bom, pois não pode uma classe de representados sobrepujar ou esmagar outra classe de representados.

    Para nós, o que se configura, sem Marina no páreo, de qualquer forma nos remete a um avanço do Brasil. Avanço da democracia. Se Dilma ficar, o viés social permanece. Se Aécio entrar, o viés de mercado ganha força. E muitos podem dizer que, depois de 12 anos de enfoque grande no social, é a vez de dar um espaço maior ao viés de mercado. É claro que nesses doze anos o mercado não ficou abandonado e só cresceu, mas a economia patinar hoje em dia faz crescer a idéia de que quem defende o mercado pode melhorá-lo.

    O Blog Perspectiva Crítica, tristemente, sem Marina, que significava a conciliação entre o social e o capital de foma mais à esquerda, fica em grande dilema. A tendência de esquerda do site impõe o voto no programa de governo de esquerda petista, mas o desgaste da imagem do PT, muito causado mais pelas publicações diuturnas da grande mídia do que pelos fatos em si de corrupção no governo, aliado aos atos anti-democráticos do Governo Dilma, como desrespeito ao Orçamento do Judiciário e ciração do Sistema Nacional de Participação Social, nos moldes como fez através do Decreto n.º 8.243/2014, nos fazem temer pela higidez das instituições republicanas brasileiras.

    Assim, crendo que todos os programas sociais terão força de se manter por si só, inclusive como prometido pelo próprio Aécio, correndo o risco de o País vir a amargar quatro anos sem muitos investimentos em serviços públicos, do que precisamos urgentemente se queremos ter qualidade de vida européia, nós teremos que votar em Aécio Neves.

    Pesa nesse momento as vantagens que a candidatura do PSDB oferece com Aécio que não é totalmente avesso ao serviço público, que pretende criar o quadro de médicos públicos federais para substituir o Programa Mais Médicos, mantendo médicos onde já chegaram, e a renovação da máquina pública, o que sempre dá margem a uma investigação geral, a um momento de limpeza política e administrativa.

    Foi muito dura esta posição que pesamos bastante para declarar. Mas avanços sociais e econômicos, que foram enormes no govertno petista, e que não podem correr muito risco de descontinuidade com Aécio, não sustentam uma renovação de mandato sob risco da democracia. Atos inconstitucionais e anti-democráticos são um perigo gigantesco  e muitíssimo maior do que corrupção. Mas muito, muito maior. E por ser abstrato, o ato inconstitucional, muitas vezes satisfazendo uma impressão leiga equivocada, como ocorreu com o apoio da mídia ao corte pelo Executivo do orçamento do Judiciário, é mais difícil de ser entendido como ofensa grave às instituições.. então o combate a isso deve ser absoluto.

    Assim, comparilhamos a alegria dos nossos 130 mil acessos, com a alegria de ver a democracia brasileria amadurecendo. E quem for eleito, Dilma ou Aécio, que respeite a democracia brasileira e contribua para que continuemos nesse bom caminho da diminiuição da desigualdade social, diminuição da desigualdade regional, luta pelo crescimento econômico, busca do pleno emprego, aumento de serviços públicos de educação e saúde, e aumento da renda do brasileiro e do IDH em todo o país.

    Bom segudno turno a todos!!

    p.s. de 08/10/2014 – Texto revisto.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui