Aplausos ao episódio “Reunião de Emergência” do grupo Porta dos Fundos

    70
    0

    O episódio de humor “Reunião de Emergência”, efetuado pelo grupo humorístico Porta dos Fundos, é uma obra de altíssimo e refinado humor com um tema espetacularmente complexo, importante e atual na história do Brasil.

    As manifestações de ruas que juntaram ao todo talvez mais de dois milhões de pessoas em diversos dias de passeata por todo o País trazem um momento único e relevante em nossa história em que a pasmaceira social e a falta de crítica de que achávamos que a sociedade sofria foram explicitadas como inexistentes. O povo vê e critica. O povo pensa e conclui diferente do que publicam jornais e do que dizem e fazem políticos e governantes. O povo brasileiro não é acéfalo, felizmente.

    Mas as instituições privadas são muito fortes e com muitos interesses. Hoje elas se mexem para embotar este movimento das ruas, sumindo com a discussão sobre Educação, Saúde e Transportes Públicos e colocando em seu lugar uma discussão inócua sobre Reforma Política que não tem qualquer condão ou mínimo potencial de melhorar a vida cotidiana do braisileiro.

    Nesse momento, tornam-se salutares e até heróicas produções artísticas que criticam a realidade política do Brasil, com sua potência inigualável de chegar à compreensão de qualquer cidadão, educado ou não. O humor e o sarcasmo sempre foram excelentes meios de expor problemas graves e estimular a crítica sobre acontecimentos reais. A sátira e a comédia eram comumente conhecidas de gregos e romanos e sempre tiveram, além do evidente caráter de distração, essa função de expor mazelas sociais.

    Neste momento, o Blog Perspectiva Crítica aplaude o Porta dos Fundos, porque seu episódio “Reunião de Emergência” é fantástico e excelente indutor de crítica social do que acontece exatamente neste instante. As palavras de um político em reunião com a personificadora de Dilma, que age em pânico quando Dilma sugere que uma das formas de se responder às ruas era fazendo “escolas e hospitais mesmo”, são antológicas!!! Ele disse mais ou menos assim: “De jeito nenhum, pelo amor de Deus!!!! Isso é um caminho sem volta!!! Se faz a escola como vai desfazer?!?!?”

    Senhores, eu duvido que eles, comediantes da alto nível, não soubessem a profundidade do que diziam. Mas não importa que o objetivo fosse a graça (que teve muito, quase morri de rir). O que importa é que o que foi dito é a mais absoluta verdade. Se houver investimento em Educação e Saúde para valer, os benefícios serão eternos e a área privada e os políticos terão perdido a liberdade de manipular o orçamento público em relação a esses valores que irão sempre, sem pagamento de propina, para o bolso de professores, bolso de médicos públicos, para equipamentos escolares e hospitalares e se transformarão em serviços públicos decentes para todos os brasileiros, que nunca mais deixarão que alguém prejudique o status quo alcançado dali para frente.

    Essa é a realidade da Europa. Essa pode ser a nossa. Exijam a realização de todos os investimentos públicos em Saúde (contratação de médicos na mesma quantidade que existe na Europa para europeus, salário e plano de carreira) e Educação (contratação de professores, construção de creches, salário de professores e plano de carreira) e Transportes Públicos (ampliação total de malhas de trens, metrôs e Vlts). Não dá mais para aturarmos o roubo do orçamento que nos pertence!!! Ao menos Saúde, Educação e Transportes Públicos os governos e políticos devem garantir ao cidadão que paga impostos e que é a razão institucional da existência do Estado!!!

    Parabéns ao Porta dos Fundos pela contribuição de alto nível para esse debate. Agora vocês têm mais um fã.

    Blog Perspectiva Crítica

    p.s.: texto revisto e ampliado.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui