Vereadores do povo do Rio de Janeiro: somente se salvaram doze da sanha autoritária contra os professores do RJ!!

    25
    0

    Na crise que se vê quem é quem. Somente doze Vereadores foram corretos, honestos, dignos e comprometidos com o interesse público e a boa imagem da Câmara dos Vereadores para ou votar contra o Plano de Cargos e Salários dos Professores do RJ, apresentado pela Prefeitura, ou ausentarem-se da sessão para anulá-la e tentar ajudar os professores contra a violência da prefeitura e a policial!!!

    São eles: Todos os Vereadores do PSOL, Eliomar Coelho, Paulo Pinheiro, Jefferson Moura, Renato Cinco, Verador Reimont do PT, Thereza Berger do PSDB, Leonel Brizola Neto do PDT, Márcio Garcia e Verônica Costa do PR, e ainda com o acompanhamento de Vereadores da oposição de Carlo Caiado, César Maia e Tio Carlos do DEM que votaram contra seu aliado Eduardo Paes, já que são da base de aliados. O Presidente Jorge Felippe não votou por se julgar impedido.

    Confira neste trecho da reportagem do Jornal O Globo On Line de hoje, 1º de outubro:

    “Apenas a bancada do DEM votou contra ( o plano de cargos e salário apresentado pel Prefeitura e não discutido com os professores do RJ): Carlo Caiado, César Maia e Tio Carlos. O presidente Jorge Felippe não votou por estar presidindo a sessão e se declarou “impedido” de votar.

    Outros nove vereadores decidiram abandonar a sessão antes da votação, após manifestantes tentarem invadir a Câmara dos Vereadores do Rio. Os vereadores do PSOL, Jefferson Moura, Eliomar Coelho, Paulo Pinheiro, Renato Cinco, além de Theresa Bergher (PSDB), Leonel Brizola Neto (PDT), Márcio Garcia (PR), Verônica Costa (PR) e Reimont (PT) saíram do plenário da Casa pedindo a anulação da sessão para tentar amenizar a confusão entre manifestantes e policiais militares na área externa.”

    Acesse o artigo na íntegra em  http://oglobo.globo.com/rio/em-primeira-discussao-vereadores-aprovam-plano-de-cargos-salarios-dos-professores-10215135#ixzz2gVfHJczp
     Mesmo assim, 35 Vereadores aliados do Governo Eduardo Paes tiveram a coragem de, diante de galerias vazias e com a Câmara de Vereadores cercada por grades e carros de polícia e policiais, votarem a favor do Plano de Cargo e Carreira dos Professores, contra a vonta de dos professores, e aprovaram-no em primeira votação. A oposição promete pedir anulação da sessão legislativa.

    É hora de separar o joio do trigo , senhores. Gravem o nome dos Vereadores que defendem o Poder Legislativo, a democracia e o povo do Município do RJ e gravem o nome de todos os que aprovaram o Plano, os quais devem todos serem execrados das cédulas eleitorais nas próximas eleições!!!!

    Quem prejudica o sofrido grupo de professores municipais não merece um voto sequer de qualquer cidadão carioca!!!!

    p.s. de 02/10/2013 – corrigido o título. Nõa foram nove que se salvaram, mas doze.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui