Início Editorial Palestra sobre o Estado Conformacional dia 28/03/2017 no Centro Dom Vital

Palestra sobre o Estado Conformacional dia 28/03/2017 no Centro Dom Vital

99
0

Pessoal, amanhã, a partir das 18:30h, será proferida a primeira palestra a convite sobre o Estado Conformacional. Ela será realizada no Centro Dom Vital, na Rua Araújo Porto Alegre, 70 – primeiro andar, Centro do Rio de Janeiro.

O Centro Dom Vital (CDV) é uma associação brasileira de católicos leigos de caráter nacional, fundada em 1922, sediada na cidade do Rio de Janeiro. No âmbito intelectual, constitui-se numa das mais influentes agremiações culturais brasileiras do século XX. Entre seus mais famosos e atuantes membros históricos estiveram Jackson de Figueiredo, Alceu Amoroso Lima, Gustavo Corção e Heráclito Sobral Pinto, este último tendo sido presidente da instituição em 1971 até seu falecimento em 1991.

Na palestra será explanada a evolução e a variedade de relações históricas entre o cidadão e o Estado desenvolvidas por diferentes culturas, de forma a demonstrar que o tema atual “tamanho do Estado” é abordado de forma completamente limitada por toda a sociedade atual, grande mídia e pela própria academia.

A teoria do Estado Conformacional torna obsoleta a discussão pelo viés dicotômico convencional sobre Socialismo ou Liberalismo, livrando o debate sobre o Estado dessas rédeas conceituais que diminuem e segregam opções de soluções para problemas econômicos, sociais e políticos mais eficientes somente para privilegiar dogmas teóricos ultrapassados, dos séculos XVIII (Estado Liberal) e século XIX (Estado Socialista).

Estamos no século XXI e, por incrível que pareça, ainda se debatem soluções para problemas sociais com base em tais filosóficas vetustas. Nesse momento, a vertente prática e crítica sugerida pela teoria conformacionalista, em boa hora, surge para criticar a atuação estatal e trazer o debate dos limites sobre a atuação do Estado em economia e sociedade de forma mais livre, limitada e orientada pelos objetivos da Constituição Da República Federativa do Brasil, quais sejam, promover o bem de todos e o desenvolvimento nacional (artigo 3º da CF/88).

Neste sentido, ver com ótica dogmática dicotômica problemas e soluções atuais impede o Estado de atuar com mais eficiência em nossa sociedade, a prejuízo das famílias, empresas e do país.

Venha debater sobre essa nova práxis de Estado! Esteja na vanguarda do movimento que defende a plasticidade do Estado e que este seja um instrumento para a realização do bem de todos e não um instrumento para a realização de uma ou outra teoria político-filosófica-dogmático-partidária, seja de esquerda ou de direita.

Direita e esquerda é um debate ultrapassado. A eficiência do Estado demanda uma teoria moderna com foco na realização de preceitos insculpidos em nossa Constituição, tais como o bem de todos, o desenvolvimento nacional, e outros.

Aguardamos você para esse debate vivo junto com várias outras pessoas e amigos preocupados com a ineficiência do Estado e a limitação do debate atual de sua práxis.

Grande abraço,

Mário César Pacheco
Blogger do Blog Perspectiva Crítica
Autor do Livro “O Estado Conformacional – limites possíveis aos atos privados”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui