Novo caminho para os Bancos: Banco do Brasil lucra 33% mais com baixa de juros bancários

    74
    0

    Sensacional!!

    Acessem excelente matéria hoje no Globo: http://oglobo.globo.com/economia/bb-registra-lucro-recorde-de-122-bilhoes-no-ano-7635757

    Este é um fantástico exemplo de que a experiência de baixa de juros bancários, que ajuda pessoas, empresas, inflação, aumenta a competitividade das empresas e ajuda o País, dá certo como política empresarial!!

    O Banco do Brasil, segundo o mencionado artigo, após baixar juros bancários (fato não muito alarmado no mencionado artigo), avançou em todos os seus índices de performance de 2012 em relação a 2011, apresentando crescimento de 17,2% dos ativos totais, alcançando 1,15 trilhão de reais; carteira de crédito expandiu 24,9%; marketshare do crédito nacional avançou de 19,2% para 20,4%;  lucro líquido em 2012 foi de 12,2 bilhões de reais, o maior da história do Banco e o crescimento do lucro líquido do quarto trimestre de 2012 em relação ao de 2011 cresceu 33,5% para R$3,967 bilhões.

    Agora só para humilhar a área privada que fugiu da raia e deixou a sociedade a ver navios quando houve a crise internacional entre 2008 e 2010 e que somente abaixou seus juros após Banco do Brasil e CEF diminuírem os seus em 2011 e 2012, adivinhem o que ocorreu com a inadimplência do Bacno do Brasil? Encerrou dezembro de 2012 em 2,05% enquanto que a média da inadimplência bancária, em grandessíssima parte privada e que cobra juros altíssimos e extorsivos, está em 3,64%!!!

    AHUAHUAHUHAUHUAHUAHUAHUHAUAHUAHUAH

    O que significa isso, senhores e senhoras? Significa que baixar juros bancários cobrados dos clientes aumenta apetitie dos mesmos por mais crédito, aumenta a carteira de créditos do banco, aumenta lucros, rouba clientes da concorrência, aumenta lucro líquido e resultados do banco, e ainda diminui a inadimplência!!!!

    Isto significa que baixar juros bancários foi não somente boa política para o consumidor, mas boa política corporativa alavancando resultados empresariais!!

    Isto significa que baixar juros ajuda a conter a inadimplência melhor do que o cadastro positivo sobre o que os bancos não mais falam, pois já que aprovado, não pode mais ser apontada a falta dessa informação como causa de cobrança de juros altos pelos riscos de inadimplentes.

    Em suma, estes resultados do Banco do Brasil, alcançados por servidores públicos (empregados públicos, na verdade),  mostram que é possível cobrar menos e ganhar mais, com resultados positivos e contribuições para queda da inflação (peso das despesas financeiras para o consumidor), aumento da competitividade de nossas empresas e crescimento econômico do País.

    Enquanto os bancos públicos, geridos sob presidências que seguem objetivos empresariais mas sintonizados com objetivos sociais do governo, dão crédito ao povo e às empresas brasileiras e facilitam suas vidas, com resultados corporativos históricos e positivos, a área privada, autointulada fantástica, inovadora, eficiente e que deveria “liderar o empreendedorismo, a governança corporativa e a sustentabilidade” está aí, perdendo marketshare, espoliando seus clientes com juros mais altos, impedindo acesso a crédito mais barato a cidadãos e às empresas brasileiras, não contribuindo com queda de juros para arrefecimento da inflação nem aumento de competitividade das empresas brasileiras… ou seja, explorando o mercado como pode, sem qualquer consciência social, sem qualquer comprometimento com o País, com ganância e pequenez de visão de lucros a curto prazo a serem apresentados em assembléia de acionistas no fim de cada ano e, inclusive, privandos os acionistas dos lucros maiores e diminuição de inadimpência resultantes da adoção de política de diminuição de cobrança de juros bancários… é patético, ridículo e pior.. é verdade!

    Vejam bem para que serve um banco público. Vejam bem para que serve um governo comprometido com a população e empresas e não só com o “mercado” e com bancos.

    Mercado, senhores, não tem comprometimento com a melhoria da qualidade de vida do cidadão e nem tem consciência social. Mercado age de acordo com a liberdade possível dentro de parâmetros legais e de forma a garntir o mairo retorno possível a si e seus investidores. Isto está correto. Mas é bom retirar a imagem de mercado lindo e maravilhosos que tudo faz pelo bem da humanidade.

    O mercado bancário no País poderia já estar muito mais eficiente, aumentando lucros e diminuindo inadimplência, enquanto ajudaria cidadãos e empresas a tocarem suas vidas e o País a crescer, se tivessem adotado a mesma política de baixa de juros como o Banco do Brasil fez. Mas não foi o que fizeram. Quem fez foi o Banco do Brasil.

    E felizmente por causa dessa ousadia do governo e do Banco do Brasil, que foi combatida no início pela mídia de mercado mancomunada com as elites financeiras, agora o Banco do Brasil colhe frutos, mostra resultado e apresenta uma vereda para as instituições financeiras que até então não podiam adotar porque em tese poderia não dar ressultados. Agora sabe-se que dá! E muito! E históricos!

    Obrigado e Parabéns ao Banco do Brasil! Obrigado por não faltar com seu apoio aos brasileiros nos momnetos em que o País, seus cidadãos e suas empresas mais precisam. E parabéns por, através de seus empregados públicos, ter feito isso com competência e eficiência, gerando os melhores resultados do mercado, mesmo em competição com a imensa maioria dos “fantásticos, inteligentes e inovadores” bancos e homens e “líderes” da área privada!! Só rindo!! E estou rindo bastante!! AHUAHAUHAUHAUHAUHAUHAU

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui