Mais de 30 mil acessos em menos de dois anos de vida do Blog Perspectiva Crítica! A missão do Blog.

    15
    0

    Pessoal, neste momento chegamos a 30.244 acessos! O Blog somente completa dois anos de vida em 21 de junho de 2012!

    São mais de 15.000 acessos por ano, até o momento. Pra mim significa que algo de bom deve ter sido feito por nós.

    Quem fizer uma análise dos atuais 300 artigos do Blog, poderá ver foco em assuntos de real interesse à população brasileira. Poderá verificar a exposíção de fontes, a exposição do raciocínio do autor por trás das críticas a artigos de jornais omissos ou desinformativos. E mais: poderá notar a coesão da informação por todo esse período, sem mudanças bruscas de opinião ou posicionamento. Poderá notar que muitas vezes antecipamos notícias em meses antes da mídia convencional, justamente por conta da coesão informativa. A informação deste blog não é volúvel. Ela tem sempre o mesmo vetor, em todas as áreas sobre as quais discorre. Também, nossa preocupação é informar e não vender notícia. É diferente.

    Tudo é feito com o objetivo precípuo e absoluto em melhor informar, em entender a realidade dos fatos. Nôa se trata de repetir idéias propagadas por meios de comunicação de massa, mas apresentar uma visão autônoma dos fatos e desconstituir versões mentirosas que confundem o leitor de jornal e revistas.

    A preocupação nossa de cada dia é de aplaudir o bom trabalho jornalístico e os bons jornalistas e apontar os maus artigos e também os jornalistas, quando escrevem o que querem sem compromisso com a informnação verdadeira da população. O objetivo é incentivar o bom jornalismo.

    É objetivo do Blog Perspectiva Crítica analisar ações de governo, política econômica e política social sob o prisma do cidadão brasileiro, pessoa física, o que nennhum, repito, nenhum canal de mídia faz!! Todo canal de mídia que pude notar, ao falar sobre política, governo e economia, reproduz e massifica uma análise sob a perspectiva de bancos e quando menos pior de empresas. Todo canal de mídia somente fala sob prisma de pessoa física quando trata de crime ou de eventos esportivos ou festivos.

    Mas o interesse sobre política de investimentos públicos, administração de recursos humanos no serviço público, prestação de serviço público ao cidadão brasileiro, medidas econômicas a serem adotadas para proteção da economiia brasileira, previdência social, nada disso é avaliado pelo prisma do cidadão brasileiro, mas de empresas. E é apresentada a perspectiva favorável a empresas e bancos como se fosse excelente para o cidadão. Algumas vezes é, mas muitas vezes não é.

    Esses quase dois naos de Blog deixam claro que o que empresas, mas principalmente bancos, através de seus núcleos de comunicação tentam, legitimamente, é aproximar o sistema político e social brasileiro do americano em que não há assistência social pública e gratuita como existe na Europa. No sistema americano, as empresas mandam na política e o americano comum sofre, as licenças maternidades são de três meses sem direito a salário e não há hospital público gratuito!!

    Nós não acreditamos que este seja o melhor caminho para garantir qualidade de vida ao brasileiro. Este caminho somente aumenta a participaçaõ no PIB das empresas e bancos e diminui a participação das pessoas físicas. É um sistema concentrador de renda e de riqueza.

    Nós defendemos aumento de participação na riqueza brasileira pelas pessoas que fazem essa riqueza, o cidadão. Para isso, é importante que tenhamos núcleos de comunicação que entendam e publiquem sobre política, sobre economia, sobre orçamento, sobre previdência, sobre as verdades dos benefícios de um ampllo e bem remunerado serviço público. É isso que europeus e nórdicos têm e é por isso que sua vida é qualitativamente muito melhor do que a dos americanos.

    É isso o que o Blog Perspectiva Crítica quer para o Brasil. Nós, Blog, autor,, comentaristas, leitores e seguidores, estamos fazendo isso juntos.

    Continuamos juntos.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui