Crítica da Presidente Dilma aos altos juros bancários é correta

    18
    0

    O Blog Perspectiva Crítica apóia totalmente a Presidente Dilma tanto em criticar os bancos privados por não se mexerem no sentido de adequar os juros praticados contra os brasileiros e clientes como em pretender alterar a remuneração da poupança quando a taxa Selic estiver abaixo de 8,5% ao ano.

    De tudo foi feito para se agradar os bancos. Criou-se cadastro positivo (que só não está regulamentado por lobby dos próprios bancos impedidno que ocorra), baixou-se a Selic, diminui-se a relação dívida/pib, contém-se o gasto (e o investimento) público, alteram-se leis facilitando execução de dívidas e facilitando oferta de garantias, mas o que os bancos fazem? Novas exigências para baixarem juros, como novas regulamentações para novas garantias e menos impostos e menos inadimplência (como se não houvesse inadimplência no exterior, em que esses mesmos bancos cobram menos dos estrangeiros que estão falidos e com países em situação de calamidade..

    Gente, é isso. Banco não tem jeito. Ele tem que procurar seu lucro. Ele não está nem aí para o País ou para mim e você e não adianta esperar isso dele. E não posso dizer que está errado… sendo eficiente ele se mantém e continua a prestar serviços para a sociedade, gerar renda, gerar impostos…

    Mas se eles têm o direito de nos espoliar, também têm de entender que a presidente pode tornar público este espírito espoliativo dos bancos braasileiros. Alguém tem que chamar a atenção desse pessoal e defender a população, dentro dos limites democráticos.

    Já publiquei aqui artigos até do The Economist que declarou em alto e bom som que os juros bancários, exceto no Brasil, não são comumente usurários… “exceto no Brasil”!!!!!

    Todo mundo sabe que não se justifica o juros cobrado dos brasileiros. Isto se justifica exclusivamente pela inércia de patamar de juros alto alcançado durante época de hiperinflação. Com a normalização da inflação, como o brasileiro se acostumou a pagar muito juros, os bancos não quiseram baixar e encontraram o corpo mole uns dos outros para manter a situação como está.

    E como resolver, já que a estabilidade financeira e orçamentária brasileira não é suficiente; já que a baixa inadimplência brasileira me relação ao mundo não é suficiente; já que por mais que se atenda exigências dos bancos eles sempre têm mais a pedir e nada a dar?

    Três modos eficientes: baixar juros dos bancos públicos e impor concorrência, como dissemos e está dando resultado; pagar dívida interna e pegar menos dinheiro emprestado dos bancos brasileiros (a primiera parte está sendo feita pelo governo); e denunciar a prática espoliativa dos bancos, que é o que a Presidente Dilma vem fazendo. Está certíssimo.

    Em seguida, esta movimentação para corrigir a remuneração da poupança para manter atrativos os títulos de dívida brasileira a partir de taxa de Selic inferior a 8,5% é totalmente salutar e finalmente propostas concretas aparecem.

    Rogamos responsabilidade da oposição e da mídia, que já atrapalharam uma vez, para que isso não seja tratado como “mexer na poupança” ou ” confiscar poupança” como ocorreu no Governo Collor e nada tem a ver com o que se pretende!!!

    Chega de palhaçada e irresponsabilidade da mídia e da oposiçãop neste tema. Somos todos brasileiros, pelo amor de Deus!!!

    Apoio total à Presidente Dilma nestes dois pontos!

    E você, amigo, pode fazer sua parte: veja as vantagens do Banco do Brasil e da Caixa Federal!! Eu já me inscrevi no programa “bom pra todos” do Banco do Brasil.. por quatro reais a mais pelo pacote de serviços, meu cheque especial caiu à metade, para 4,3%!! E mais dez dias sem juros no cheque especial. Além de facilidades e baixas taxas para compra de veículos, CDC e crédito consignado. Dizem que na CEF é ainda melhor, incluindo taxas diferenciadas para aquisição de casa própria.

    Se você não prestigiar estes movimentos dos bancos públicos e aproveitar para refinanciar outras dívidas cujas taxas que você paga são maiores, você está desestimulando a concorrência iniciada pelos bancos públicos!!! Seja infiel a seu banco espoliador!! Faça como os bancos e pense só em você! Mas ao contrário deles, quando você assim fizer, você estará fazendo o bem a todos os brasileiros.

    A concorrência bancária e a esperança de mais qualidade de vida aos brasileiros agradecem!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui