Juros Públicos a 9%, oposição e a poupança

    32
    0

    O Bacen já informou ao mercado que os próximos juros em abril deverão ficar em 9% ao ano. Fantástico! Finalmente estamos com alinhamento racional de juros e fundamentos econômicos. Notícia que não esperava dar a vocês tão cedo. Mas algo já começará, como sempre digo e disse, a ser necessário com tais juros: discutir a remuneração de poupança.

    Em época de estabilidade de preços e inflação, não poderia nossa poupança continuar com sistema remuneratório criado para épocas de inflação galopante. Esta é a situação de hoje. Mas da última vez que o governo quis acertar isso, a oposição ao governo aproveitou a ignorância popular em relação ao tema e acusou o Governo do PT de roubar a poupança popular como Collor fez.

    Isso foi um populismo prejudicial à economia, às contas do governo, sem maiores benefícios à população que é muito mais prejudicada por manutenção de juros Selic altos do que por manutenção de remuneração de poupança mais alta nos termos errôneos em que se a mantém. Quantos poupam? Quantos tomam empréstimo? Os juros de poupança altos fora do contexto econômico atual é incongruente e prejudicial ao real interesse do cidadão.

    Todo mundo que acompanha economia sabe disso. Todos os partidos sabem disso. Mas a oposição ao Governo Federal, em especial na pessoa do líder do PPS na Câmara dos Deputados, o Deputado Rubens Bueno (PR), já deixou claro que se o governo “mexer” na poupança haverá movimento nacional contra a medida governamental, no estilo desinformativo e populista mesmo, ou seja, falando que isto seria “mexer na poupança” equivalente ao confisco de poupança realizado por Collor.

    Inexistir projetos alternativos ao excelente projeto e programa de governo dá nisso, tem que se mentir, desinformar para conseguir fazer oposição e atrair votos, mesmo sabendo que o que se fala é mentira e prejudica a própria população, na forma de necessidade de manter juros selic acima de 8,5%, onerando-se a dívida pública e todas as operações de empréstimo do País.

    Isto é um absurdo e está publicado hoje, 16/03/2012, no Jornal do Commercio, pg. A-s, sob o título “BC baixará juros a 9%”, por Vânia Cristino.

    Este Blog repudia a abordagem desinformativa e até cretina da questão juros público x poupança por quem quer que seja, em especial por políticos e economistas que sabem a realidade dos fatos mas vendem sua opinião em prol de interesses menores, prejudicando a administração da dívida pública e a adequação dos juros básicos em todo o País.

    p.s. de 11/06/2012 – texto revisto.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui