Cinco temas: Prisão de Black Blocks, Dilma e os EUA, Tombini e o juros, limite legítimo dos salários de professores, movimento contra a privatização do Pré-sal

    27
    0

    Sucessão cavalr de eventos importantes exige abordagem rápida e menos profunda para não perdere o timing da notícia. Hoje faremos essas quatro ponderações.

    Prisão de Black Blocks – Correto ou incorreto? Senhores e senhoras, todos nós sabemos que esses garotos e garotas dos Black Blocks não são criminosos comuns ou perigosos. O que ocorre, e todos já sabem, é que são partidários de ideologias políticas que se manifestam através de atos de vandalismo e destruição. São trotskistas, leninistas, comunistas e anarquistas. Tudo bem. Eles se movimentam por uma “causa maior”:  a causa da coletividade. Isso é digno e compreensível. Mas quem estudou essas correntes políticas e a filosofia comunista e as comparou com a liberal (também equivocada em vários pontos) pode perceber um problema: nesse processo de manifestação violenta, como fica a propriedade privada? Se não se consegue respeitar a propriedade privada de bancos, já que nos espoliam e a destruição nem arranha seus bolsos (o que dificulta o cidadão comum se identificar com a viol^çencia contra agências bancárias), pense-se  na loja de uma família que vende eletrodomésticos no centro.

    Quando você quebra uma loja, famílias são prejudicadas. Aí pergunto: como fica o processo de manifestação dos black blocks com o mal causado aos proprietários e trabalhadores dessa loja prejudicados? Vendedores ganham comissão da venda da loja e se não há venda sua família também sofrerá. Sabe qual é a resposta dessas correntes e desse grupo de manifestantes: “é um pequeno sacrifício por uma causa maior”. É pequeno porque não é a loja ou o emprego do pai dele!!

    Então vejam. Eu admiro o espírito combativo dessas crianças. Se houvesse uma revolução e o Estado Brasileiro falisse, surgindo um novo sistema, um novo país (não disse e não acho que seria melhor em hipótese nenhuma), eles seriam heróis!! Ótimo. Mas não ocorrendo isso, não sendo essa a vontade da maioria dos brasileiros, quando quebram patrimônio público, patrimônio privado e atacam policiais, estão conduzindo-se contra a ordem legal vigente e correm o risco de serem presos, processados criminal e civilmente, tendo que indenizar o patrimônio público e privado danificado. E se agem em conluio de interesses nesse sentido destrutivo, apesar dea pureza de seus sentimentos, apresentam-se como quadrilha, senhores. é uma pena, mas é essa a realidade jurídica e fria dos fatos.

    Não é quadrilha para roubar verba pública. Não é quadrilha para matar. É quadrilha para depredar propriedade pública e privada. A pena é menor, mas existe.

    A polícia deve ter meios de identificar quem são os que destroem. Não podem prender inocentes, até porque o Estado pode ser condenado a pagar indenizações morais em tais casos. Mas identificados os agressores e destruidores, infelizmente, por mais puro que seja seus setimentos, deverão pagar nos Tribunais a pena criminal e cível que tiver de ser paga. Esse é o custo e ônus em tentar ser herói.

    Mas não é necessário ser herói assim. Pode ser fazendo a passeata e manifestações pacíficas e ordeiras. Entretanto a mídia é cúmplice na agressividade desses grupos, penso eu. Como a manifestação ordeira não sai na televisão, somente quebrando para a grande mídia televisionar. É por isso e para defenderem-se da polícia agressiva que professores por poucos e curtos momentos apaludiram os Black Blocks. Aplaudiram porque não contavam com o apoio e cobertura da mídia que teimava em dizer por diversas vozes de seus canais que “o movimento de 5 mil professores não representa 43 mil em todo o Município”. Como não?!?! Eu fiz passeatas. participação de 10% da categoria na rua é fantástico e é sucesso. Nem todos se prontificam a isso, mas apoiam o movimento. E a mídia dizia que não representava, mas não entrevistava algum professor que não foi à passeata para que ELE dissesse se apoiava ou não. Veja, então.

    Espero que a mídia seja mais democrática e menos complacente com o governo municipal e estadual e publique sobre movimentos pacíficos, sobre a Resolução n.º 03/2012 da Primeira Promotoria de Tutela da Educação e Cultura, que capitaneada pela ilustre Promotora de Justiça Bianca Mota, baixou regras apra a inclusão de crianças com deficiência em turmas regulares ao Prefeito que se negou a discutir as saídas e políticas prejudicias de Educação Especial adotadas no Município do Rio de Janeiro. A mídia não prejudica o Poder quando lhe convém. É isso que incentiva a violência também!!

    Então, Black Blocks, o BLOG PERSPECTIVA CRÍTICA te entende e te respeita. Mas há ônus na adoção desta posição. A OAB e a sociedade impedirão injustiça. Não tenho dúvidas, mas algum ônus penal e cível deverá ocorrer pelo bem da ordem democrática que vige atualmente no País.

    Outra coisa: colocar objetos, lixo e fogo em trilho de trem?!?!?! Nós sabemos que não é terrorismo… mas o resultado é o mesmo para a hipótese de descarrilhamento de trem e morte de passageiros.. gente, isso não dá, né? Liberdade para manifestar não é salvo-conduto de anarquismo!!! Manifestação sim, mas sem colocar a vida de outros em risco!!

    O Blog Perspectiva Crítica também é contra filosofias que admitem explicitamente o sacrifício de direitos individuais em prol da comunidade ou da coletividade, como em casos anarquistas e comunistas. O Blog é favorável também à verdadeira social-democracia, à européia, em que o sistema econômico é capitalista (meios de produção privados) com intervenção estatal na medida em que seja necessário evitar desequilíbrios econômicos  (que sempre beneficiam empresas e bancos e prejudicam o cidadão) e com amplo apoio social aos cidadãos (previdência social pública, salário mínimo elevado, serviços públicos existentes e eficientes, com servidores qualificados, bem remunerados, saúde e educação gratuita com qualidade a todos). Isso, nenhum país comunista conseguiu ainda garantir com sustentabilidade a seus cidadãos, infelizmente. Nem China, nem a URSS, nem Cuba.. nenhum.

    Dilma e os EUA – Excelente a Dilma pontuar o abuso dos EUA em sua araponagem contra nossa soberania e contra os direitos individuais de empresas e cidadãos brasieliros, inclusive em especial contra direitos de sigilo de comunicação da Petrobrás. A reclamação aos BRICs e à ONU não foi exagero. Foi obrigação de Dilma. Li algumas coisas sobre ela querer fazer graça, sobre que tomo mundo imaginava que isso pudesse estar acontecendo, sobre ela querer distrair a opiniõa pública de problamas internos e do mensalão.. que baboseira… a Presidência da República não é do PT,mas é do Brasil. Ofensa contra a PresidÊncia da República, contra nossos Ministros militares, contra o sigilo institucional e contra o sigilo de dados e comunicações de brasileiros e empresas brasileiras exige a exposição devida da máquina anti-democrática norte-americana!! Dilma fez muito bem em exigir explicações internacionais e reclamar em Fóruns Internacionais.. que isso?!?! Ficar calado num momkento desses é convidar à continuidade dos EUA em violar a privacidade do Governo Brasileiro e de cidadãos e empresas brasileiras. Não importa que o México não reclamou. Mèxico ser subserviente é opção colonizada dele. Parabéns Dilma em capitalizar ao máximo essa infrção e desrespeito norte-americano contra o nosso País.

    Tombini e os juros – Gente, continuar aumentando o juros, mesmo sabendo que se não aumentasse a inflação cairia?!?! Isso é o cúmulo do absurdo e da irresponsabilidade com o crescimento econômico brasilerio e com as taxas de desemprego. Obama não quer isso nos EUA.. mas Tombini faz aqui.. com palmas da grande mídia e dos banqueiros. Infelizmente até Tombini, servidor de carreira, cede ao mercado.. não tem jeito.. observe do trecho de um artigo publcado hoje no Jornal O Globo On Line como não era necessário o auemento de 0,5% (chegando a 9,5%) no juros para baixar a inflação:

    “No entanto, os diretores da autarquia admitiram que se mantivessem a Selic em 9% ao ano (e não subissem para 9,5% ao ano, como fizeram), a inflação cairia. O argumento para decidir em continuar a subir os juros é que a alta de preços ainda ficaria acima da meta central de 4,5%.

    “O Copom pondera que a elevada variação dos índices de preços ao consumidor nos últimos doze meses contribui para que a inflação ainda mostre resistência”, disse o Copom ao lembrar que a economia brasileira ainda tem vários mecanismos de indexação e isso dificulta o trabalho do comitê. ”Nesse contexto, o Copom entende ser apropriada a continuidade do ritmo de ajuste das condições monetárias ora em curso”.

    Apesar das preocupações expressas na ata, o Copom traçou um quadro mais favorável para a economia brasileira daqui para a frente.”

    Acesse a íntegra do artigo em http://oglobo.globo.com/economia/previa-da-inflacao-acelera-048-em-outubro-puxada-por-alimentos-moradia-diz-ibge-10417632#ixzz2i6RdBGWo
    Agora veja, se assim é, como já falamos, por que o aumento e a continuidade de aumento indicada para o ano?!?! Vaidade!!! Tombini quer ser conhecido como aquele que colocou a inflação dentro da meta de 4,5% custe o que custar!!! Por um acaso isso também lhe garantirá um bom emprego na área privada.. esperem e verão… Então, Tombini ssacrifica a empresa nacinal, os investimentos privados (que preferirão os títulos públicos ao risco de emrpreender), o emprego brasileiro e o crescimento econômico para sair de “bonitão da inflação baixa”!!! É… isso merece continuar no BC? Eu acho que não. Sei do risco para a imagem de indepéndência do Bacen.. mas parece que a independência do BACEN serve muito para o mercado quando enriquece banco e é mal avaliada se considera crewscimetno econômico e emprego junto com controle inflacionário… o que é justamenteo os que os EUA procura no mokmento para seu FED.

    O que atrai dólar é crescimento econômico. O Banco Central Chinês naõ é independente e a China será o maior país do mundo capitalista.. mesmo sendo comunista!!! Hà que se pensar… Tombini já deu o que tinha que dar (para banqueiro é claro!!).

    Sei de razões para usar aumento de juros para manter dólar baixo, mas juros não é para isso precipouamente. è para manter inflação controlada. Inflação controlada não precisa ser baixíssima, ainda mais em dissonância com questões nacionais e internacionais e com objetivos de mantuenção de emprego e crescimento econômico nacionais. O BACEN é do Brasil, não é do mercado financeiro brasilerio.

    Limite legítimo dos salários dos professores – Qual o salário ideal para professores no RJ? Senhores, vou ser muito calro aqui. Por princípio, ao meu ver, não deveria haver salário superior ao de professor na sociedade. Para existir médico, juiz e engenheiro, somente com professores para formar esses cidadãos e trabalhadores. Para existir policiais competentes e militares capacitados a empreender a defesa nacional, só com professores. Ponto. Assim, salário querido pelos Sindicatos de Professores de 14 mil para fim de carreira e 23 mil para fim de carreira com todos os benefícios extraordinários, como adicional por doutorado (que poucos terão), não é absurdo. Promotores de Justiça, Juízes, um gerente na Petrobrás ganham isso. Nõa me diga que a área privada merece porque faz dinheiro. Porque o professor também faz dinheiro. Cada pessoa bem educada gerará fortunas para o PIB, pessoalmente e socialmente falando. Então não há problema em professor ganhar 20 mil em fim de carreira, desde que tenha doutorado. Agora o problema é a capacidade de pagamento do Município, do Estado e da União Federal. Juízes são 7 mil no País, federais e estaduais. Professores são 40 mil no Municípioo do Rio de Janeiro. São Paulo queria contratar 20 mil e ano retrasado Minas Gerais queria contratar 30 mil!!! Então a capacidade de pagamento do governo deve ser analisada. O valor  de R$6.500,00 como piso no Município do Rio de Janeiro seria ótimo. Mas não é isso que se oferece. O Município oferece R$6.500,00 ao fim de vinte e cinco ou trinta anos de carreira e, se alguém tiver o adicional de doutorado, R$9.000,00 (nove mil reais). Já dissemos o que discordamos no plano de cargos e salários apresentado pela Prefeitura em artigo próprio. Os professores merecem o mairo salário possível, no limite do orçamento de cada ente da federação, segundo a determinação constitucional de se dedicar 7,5% a dez por cento do orçamento público na Educação. Façam as contas e paguem os porofessores.

    Movimento contra a Privatização do Pré-Sal – Gente, pela primeira vez tenho que concordar quase inteiramente com Arnaldo Jabor no Jornal da Globo de ontem 17/10/2013. Esse movimento é uma burrice completa. É uma burrice mais do que completa. Pra quem diz que perfeição não existe, aqui está a exceção que confirma a regra… uma burrice perfeita. Como poderia o País retirar o petróleo todo do Pré-Sal sozinho?!?!? São 600 bilhões de dólares!!! Não há esse dinheiro!! E as escolas? E os hospitais? E as demandas por salários de profesores, médicos e policiais?!?! Que ignorância.. Mas enquanto houver pobreza no País, haverá essa imbecilidade.. vê se na Noruega há esse movimento? O pobre e abandonado pelo Estado não tem o que perder… ele já não tem nada.. então qualquer movimento em prol da coletividade ou do coletivismo, mesmo que cego, mesmo que ineficiente, mesmo que inócuo e contraproducente, obtém o apoio dos deseducados e desesperados. A culpa não é deles. Só educação e menos pobreza para acabar com movimentos ridículos e incongruentes como o do autal “Pteróleo é o nosso”.. Claro ue o petróleo é nosso!! Por isso será licitado pelo governo brasileiro, segundo regras brasileiras, com pagamentos de royalties e tributos ao Brasil!!! Sem o investimento das estrangeiras não seria possível tirar rápido o petróleo do Pré-Sal e com o avanço de outros combustíveis no mercado, poderíamos um dia até ter prejuízo e não poder mais tirar o petróelo do Pré-Sal. E seriam menos tributos para educação e saúde por décadas, à razão imediatamente proporcional a 1.4 milhão de barris de petróleo por dia!!! Isso é o que é possível tirar de lá com a ajuda das estrangeiras!!! 75% por cento de tudo ficará com o Brasil!!! O que mais se quer?!?! É brincadeira…

    p.s.: título corrigido de “Quatro temas” para “Cinco temas”.

    p.s. de 24/10/2013 – texto revisado.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui