Cadastro Positivo: um engodo dos bancos contra o consumidor!!

    28
    0

    É senhores… vocês lembram sobre aquele papo dos bancos de que era necessário um cadastro positivo… que isso baixaria os juros de cheque especial, de empréstimos e tal? Sim, claro, porque sabendo que uma pessoa paga em dia poderia se baixar juros para ela…

    Bem, o Cadastro Positivo está funcionando desde agosto de 2013!!

    Acesse sobre isso http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2013/08/cadastro-positivo-comeca-valer-nesta-quinta-feira.html

    Aí te pergunto.. quanto caiu os juros bancáios para você, bom pagador?!?!

    Quero que você veja que os bancos são bons em arrumar desculpas para te espoliar, mas quando uma das coisas que pediram para baixar juros foi finalmente efetuada.. nada mudou para você!! É porque os bancos só querem mais dinheiro e não vão baixar juros cobrados se não perdem negócios por mantê-los altos.

    A única coisa que os fez baixar juros foi a queda de juors perpetradas pelo Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

    Da mesma forma os argumentos, guardadas as devidas proporções, da Sony para cobrar R$4.000,00 de você pelo PS4… argumentaram tributos (responsável pelo aumento de até 100% no preço praticado nos EUA de 499 dólares), custo Brasil (que não definiram o que é – rsrsrs) e o risco de ingerência do Estado na economia (essa foi de morrer de rir!!!!)!!

    Então vejam.. as empresas que te vendem bens e prestam serviços não estão nem aí para mercado consumidor. Estão aí para lucros e maximizar lucros, e para isso culpam qualquer coisa. O caso do cadastro positivo foi um grande exemplo!!! Mobilizaram a opinião pública, mobilizaram o Legislativo e o Executivo  e obtido o tal fabuloso Cadastro Positivo, nada melhoraram para a população… Isso é para você ver que só dá para contar mesmo é com agências reguladoras, com o Estado e as limitações impostas por leis (vejam a hipótese dos planos de saúde.. vejam se aumentariam coberturas sem ordem da ANS…), a concorrência empreendida por empresas do Estado e a política de importação, bem como com sua consciência e comportamnto de consumidor responsável.

    Não se deixe enganar. Conscientize-se. 

    p.s. de 31/01/2014 – texto revisado.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui