Bolha Imobiliária: início de esvaziamento em agosto de 2013

    23
    0

    Bem, ainda é um primeiro ato a confirmar o início de movimento de esvaziamento da bolha imobiliária. O maior adágio daqueles que diziam que não havia bolha era o de que “imóvel nunca tem preço diminuíudo, só aumentado no tempo”.

    Então, de volta de férias, neste momento, tenho o prazer de apresentar-lhes o link de excelente artigo do Jornal O Globo On Line que deve ser acessado por todos os que acompanham o Blog desde junho de 2010; sempre apontando par a formação da bolha a despeito de muito ceticismo de alguns. E vejam que irônico o título:

    Índice FipeZap: preços para locação no Rio caem pela 1ª desde junho de 2010
    Acesse a íntegra em: http://oglobo.globo.com/imoveis/indice-fipezap-precos-para-locacao-no-rio-caem-pela-1-desde-junho-de-2010-9811338

    O artigo trata da primeira queda de valores de aluguel e metro quadrado no Rio de Janeiro. Até Leblon sofreu reajuste, apesar de ínfimo: a metragem no Leblon caiu de R$22.234,00 para R$22.208,00.

    Pensamos que se isso não ocorresse até junho de 2013 estaria consolidado o valor alto… mas dois meses após veio o primeiro movimento de correção. Vamos agora avaliar como serão os próximos capítulos.

    Acesse também uma informação que corrobora nossa posição desde o primeiro aritgo sobre o tema Bolha Imobiliária desde 2010. Acesse essa informação que o Globo publica hoje, três anos após o Blog Perspectiva Crítica, no endereço eletrônico: http://oglobo.globo.com/imoveis/mercado-imobiliario-brasileiro-pode-estar-vivendo-bolha-diz-robert-shiller-9772596

    Em tal artigo, segundo o especialista Robert Schiller, o que ocorre no Brasil parece ser uma bolha imobiliária, pois não há crscimento econômico que legitime o grande aumento de valores de imóveis desde 2008, pelo contrário.

    E ainda segundo o mesmo, a bolha imobiliária experimentada pelo Japão nos anos 90 gerou um movimento de esvaziamento de valor dos imóveis que terminou após duas décadas, consumindo dois terço dos valores dos imóveis.

    Está aí, portanto, o primeiro parâmetro de como, quanto e até quando o esvaziamento de uma bolha imobiliária pode se apresentar. Mas no Brasil tudo é mais rápido, então, vamos acompanhar tudo direitinho para você, com transparência, sem sensacionalismo, com respeito à você e com informação de nível, como sempre.

    Um abraço a todos.

    Boas notícias nessa minha volta de férias!!! Sem contar que o lançamento do livro foi excelente!!! Mas este será um outro papo!

    Abs,

    Mário César Pacheco

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui