Três importantes notícias: piso nacional do professor, cancelamento injusto pelos EUA de contrato com a Embraer, Banco do Brasil baixa juros a 2%

    35
    0

    Senhores, eu queria mais tempo para explorar so potenciais desss três informações, mas não será possível. Assim, lanço uma rápida consideraçãoç sobre os três temas a seguir:

    Baixa de juros ao consumidor pelo Banco do Brasil – Se for verdade que o Banco do Brasil vai baixar juros ao consumidor para 2% ao mês, senhores, isso será de descabelar os bancos privados. Eu sinceramente estou um pouco cético quanto a isso ocorrer, mas se ocorresse, sinceramente, seria um dos único meios de termos a esperança de algum dia os bancos privados cobrarem de nós juros normais. O Banco do brasil ganharia imediato market share e os bancos privados não deixariam isso ocorrer, baixando seus juros mais ou menos a estes valores. É possível empréstimos a valores tão baixos? Sim. Primeiro porque não são baixos para padrões internacionais, segundo porque há captações internacionais para o Brasil, como a última feita pelo Tesouro, em que foi cobrado juro internacional de 4% ao ano. Não sei quais foram as captações do Banco do Brasil, não sei o juros pago na captação direta do banco do Brasil, não sei se haverá valores cedidos pelo Tesouro (duvido) ou pelo Banco Central (duvido) derivado de captações com prazo de vencimento longo (2041), com juros de 4%. Eu sei que 2% ao mês dá 26% ao ano. Isso é pouco mais da metade praticada hoje por bancos privados de 41% ao ano, para as linhas mais baratas de empréstimo ao consumo, exceto os consignados. Então, se isso for verdade, senhores, está para vir uma revolução nos juros bancários brasileiros. No aguardo.

    Piso nacional do Professor em R$1.500,00 – Isto é uma revolução brasileira, senhores. O piso é baixo para a capacidade de pagamento do Sudeste, mas é bom para o Nordeste e Norte. Mesmo no Rio de Janeiro, temos professores estaduais ganhando R$700,00 (no máximo R$900,00) em início de carreira. Isso é ridículo. Adorei ver o Mercadante, atual Ministro da Educação, sendo firme dizendo que a chiadeira da Congregação dos Municípios do País contra a medida de valorização remuneratória do professor alegando não haver verbas para tal pagamento. Salário digno (o que não é nem o caso deste piso ridículo para um profissional tão importante para a sociedade) é a base para a construção de um serviço público digno que atraia bons profissionais e que estimule os profissionais já contratados a permancerem na carreira e se dedicarem à sua contínua melhora. Nós abusamos da principiologia cristã de não nos preocuparmos com “dinheiro” como retribuição por trabalho. Já perceberam? Todo mundo sabe que a Educação vai mal, mas ninguém bate pé firme apontando que o salário ridículo é o problema. Anúncios na Globo, pela Educação, sempre enaltecem o “amor à profissão”, a importância “daqueles rostinhos felizes do aluno”, mas nunca se fala em aumentar salário para valorizar e estimular a carreira. É o cúmulo do ridículo. É o cúmulo da enganação. É o cúmulo da pasmaceira. E é o cúmulo da hipocrisia. Salário digno do professor, seria, ao meu ver, no mínimo de R$4.000,00 (quatro mil reais), para professor de primário e creche. Isto para mim seria o mínimo. Segundo grau deveria ser R$6.000,00 base. E faculdade deveria ser R$8.000,00 base e final de carreira em R$15.000,00. Um analista do Banco Central em final de carreira ganha R$18 mil reais. Um engenheiro de grande empresa na área privada começa com R$11 mil e pose chegar a R$33 mil, você sabia? fico feliz com a aprovação do piso nacional e feliz com a postura firme de Mercadnete. Agora quero ver todo professor ganhando isso no País inteiro, e início de carreira!!! Isso pode inicair uma grande mudança no país.

    Cancelamento de contrato entre EUA e Embraer – É pessoal… Governo Americano… o que falei em relação à licitação para compra de caças supersônicos? O que Nelson jobim já tinha falado? Os americanos já tinham criado surpresa ao País ao impedir venda dos nossos Super Tucanos à Venezuela. Nelson Jobim já havia faldo que no quesito precedentes, os EUA tinham mal precente comercial conosco. Agora, após a Embraer ganhar licitação pública para vender os mesmo Super Tucanos aos EUA, criou-se um empecilho técnico que deixou inclusive um general americano com vergonha da palhaçada. Tirarão nossa Embraaer do páreo para que uma empresa americana com produto pior venda para os EUA. E veja, o Super Tucano tem peças americanas também.. Quero que você veja isso e entenda que armamento não é comida ou plástico…fechar negócio com americanos nessa área, tendo franceses que nos darão liberdade total de produção de caças, grantindo nossa independêncai tecnológica para sempre é a melhor medida para defender o interesse do Brasil em garantir autonomia e segurança real ao País,.. sem surpresas. Espero que os americanófilos de plantão possam parar e enxergar isso antes de nos causarem malefícios gravíssimos nessa área. Pelo menos a Globo parou de insistir na compra do F-18.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui