Início Colunas Serviço público bem remunerado: vantagem ou desvantagem para você?

Serviço público bem remunerado: vantagem ou desvantagem para você?

69
0

Qual a vantagem e a desvantagem de um serviço público bem remunerado e em número adequado à população? Qual o seu interesse nisso?

O serviço público é o único serviço que você tem do Estado pelo imposto que você paga. Ele é prestado por servidores públicos que são pessoas como eu ou você. Essa pessoas têm família. Se na área privada alguém não obtém em um emprego salário suficiente para dar dignidade à sua família, o que ela faz? Arranja mais um emprego e às vezes mais dois.

É isso. É simples. Quando você não remunera o servidor público ele não pode se dar ao luxo, digo luxo mesmo, pois é o ideal para qualquer cidadão, de ter um emprego somente. Ele deverá complementar a renda. E o que isto significa para você contribuinte? Ele não estará vivendo exclusivamente para o serviço público. Talvez estude, mas não será somente para realizar o seu trabalho no setor público em que ocupa. Talvez trabalhe mais horas por dia, mas será dividindo seu tempo entre a realização da função pública e a outra atividade que complementa a renda de sua família, pois sua renda não é suficiente no setor público. Isso repercute em servidor público desmotivado em realizar sua função pública e em má qualidade de serviço público para você.

Igualmente, neste círculo vicioso negativo, a falta de plano de carreira ou remuneração adequada gera indiferença do servidor, que resulta em má prestação de serviço público e a sociedade fica insatisfeita com a prestação do serviço público e não apóia mais investimentos ou valorização no serviço público, o que continua a piora. E, óbvio, salários baixos não atraem os melhores profissionais para prestarem serviços para você e os concursos públicos de cargos menos remunerados provavelmente atrairão pessoas menos preparadas, com baixa auto-estima, que verão o cargo público como mero salário fixo e biscate.

Por outro lado, em benefício do seu interesse, o serviço público, abordado como qualquer outro serviço, mas com a noção de que ele presta serviço a todos os brasileiros somente pelo imposto pago, e mesmo aos pobres que não pagam impostos, precisa de boa remuneração para atrair bons funcionários e precisa existir em número adequado para a população de 200 milhões de brasileiros.

Quando a remuneração é compatível com a complexidade ou risco do serviço público prestado, os melhores cidadãos, mais educados e mais capazes são atraídos para a carreira pública. Naturalmente aqueles que não quiserem limites em sua remuneração continuarão na área privada, mas quem se interessar em dedicar sua vida ao serviço público (tem que ter vocação), ter regularidade de horário (normalmente para a grande maioria do serviço público) e menor risco em sua carreira (não há muita mobilidade, não há muitas oportunidades de carreira, mas há rotina previsível e menor risco de desemprego), terá uma boa opção na carreira pública e o contribuinte terá bons funcionários públicos prestando serviço público para ele.

Além disso, observe, além de boa remuneração garantir funcionários públicos de qualidade para o cidadão, eles se comprometem mais com seu serviço, gerando mais uma vez qualidade na prestação de serviço público. E, se são mais capazes, são mais criativos e resolvem problemas do cotidiano de melhor forma, gerando mais eficiência. Veja como exemplo nosso Banco Central, nossa Receita Federal com o melhor sistema de arrecadação e declaração de imposto de renda do mundo. Nossa Justiça Eleitoral que desenvolveu o melhor sistema eleitoral eletrônico do mundo. A Petrobrás que é a maior empresa do Brasil e uma das maiores petrolíferas do mundo. O Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (que hoje passa por problemas graves de terceirização e baixa remuneração)… por que esses órgãos públicos e essas empresas estatais mesmo com concorrência privada são excelências em seus setores? Somente por causa da qualidade dos funcionários, senhores.E não são lugares de remuneração desprezível. Será coincidência?

Agora veja: saúde e educação. Estão ruins. Procure saber o salário de médico do Estado do Rio de Janeiro. É de R$1.300,00 (mil e trezentos reais). Você acha que o médico do Estado do Rio de Janeiro pode viver só com isso? Nem três salários mínimos? Isso é compatível com a complexidade do seu cargo? Compatível com os seus anos de estudo? Naturalmente, ele, assim como professores públicos e policiais e qualquer servidor mal remunerado será obrigado a trabalhar em outro lugar para complementar a renda. Chegará cansado em seu emprego ou cargo público, sentirá desmotivação em realizar seu serviço público e gerará baixa qualidade e quantidade de prestação de serviço público de saúde, educação e segurança pública. Não há como cobrar de alguém mal remunerado. Uma hora gera prejuízo. Será coincidência que má remuneração do cargo público gere mau serviço público prestado?

Em sentido contrário, a boa remuneração gera, além dos efeitos positivos comentados, ainda outro efeito. Atraindo bons funcionários, além de o cargo público se tornar em real opção de trabalho para você e seus filhos, além de gerar prestação de serviço público de qualidade para você e todos os brasileiros que dele precisam, o mercado de trabalho é enxugado. Ou seja, o setor público pode concorrer com a área privada por bons funcionários, a qual, para mantê-los, deverá remunerar melhor, de forma que valha o risco maior de desemprego. O que isso tem de ruim para você, cidadão? Nada. Mas para empresas privadas isso é péssimo, concorda?

Quando vir notícia sobre má prestação de serviço público, procure saber qual o salário é pago naquele cargo público. Por quantos anos o salário está ruim naquele setor, pois será o tempo em que, talvez, pessoas menos qualificadas foram contratadas por concurso público menos concorrido e em que, mesmo que sejam ótimos e capacitados, estão menos motivadas. Veja se há quantidade suficiente de servidor público em relação à demanda local da sociedade, porque na Europa há em média três vezes mais servidores públicos por habitante para realizar a tarefa que um servidor público faz no Brasil. Veja que a remuneração não é para atrair servidor público de qualidade só nas capitais, mas deve ser suficiente para atrair bons funcionários para o interior do Brasil. Existem municípios que oferecem R$16.000,00 como salário para médicos e não consegue atrair médicos, mesmo assim. Não quer dizer que o salários de todos os médicos públicos deva ser este, mas você deve levar isso em consideração se quiser boa prestação de serviço público. Há que entender o objetivo do serviço público e como gerir recursos humanos no serviço público. Pense no que interessa a você cidadão brasileiro e contribuinte e a todos os brasileiros do litoral e do interior do País. E pense que quem escreve ou critica tem interesses próprios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui