Mercado “prevê” queda de PIB e inflação na meta em 2011 – a coesão da informação econômica deste Blog para você – Compilação Econômica do ano 2011

    25
    0

    Gente, não é risível?

    Depois do terrorismo do mercado contra o Bacen e o Governo, depois de dizerem que o fim do mundo se aproximava com as famílias comprando absurdamente (com base em reportagens de três pessoas em um shopping dizendo que estavam ali para comprar), depois de o mercado prever no início do ano de 2011 inflação nas alturas e juros idem e criticarem raivosamente o fato de o Bacen iniciar baixa de juros em agosto/setembro de 2011… agora, que tudo se configura contrário ao que tentaram te induzir a acreditar, o mercado “prevê” queda de PIB (inferior a 3%!!!!) e inflação na meta (6,5%).

    Acessem: http://oglobo.globo.com/economia/mercado-reduz-previsao-de-crescimento-do-pib-pela-3-vez-3430705

    Quero que vocês vejam que no início desse próximo ano os economistas, analistas e jornalistas econômicos, de plantão para tentar aumentar lucro de bancos à custa de dívida pública, podem vir a apresentar interpretações equivocadas de novo. Sempre estaremos alertas para demonstrar o erro e a mentira e o interesse por trás de previsões negativistas com único interesse em aumentar juros brasileiros e lucros fáceis, mesmo contra o interesse do País.

    Agora será mais difícil, pois já estão adiantando previsões que entendo corretas para o próximo ano, mas é bom ficar de olho.

    Quero que você compare a notícia do artigo acima com o que nós apresentamos no Blog em janeiro de 2011, abril de 2011, maio e durante todo o ano, apontando para que isso que é noticiado em 12/12/2011 aconteceria!! Nós te informamos melhor, não em quantidade, mas em qualidade.

    Leia os artigos abaixo e veja que quem leu ficou bem informado o ano inteiro:

    1 – fevereiro de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/02/sobre-inflacao-de-599-em-janeiro-de.html

    2 – em março de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/03/george-vidor-alerta-choque-de-juros.html

    3 – em março de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/03/novas-medidas-do-bc-apoiadas-pelo-blog.html

    4 – em abril de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/04/mercado-aterroriza-o-bacen-e-o-governo.html

    5 – em maio de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/05/confirmacao-da-queda-da-inflacao.html

    6 – em junho de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/06/mantega-1-mercado-1-bacen025.html

    7 – em junho de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/06/alguem-viu-o-sardenberg-ontem-no-jornal.html

    8 – em julho de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/07/critica-ao-artigo-apos-copom-mercado.html

    9 – em julho de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/07/analise-economica-interna-e-externa.html

    10 – em julho de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/07/finalmente-verdade-fiscal-brasileira.html

    11 – em agosto de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/08/atitudes-para-o-brasil-nessa-crise-de.html

    12 – em setembro de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/09/dois-temas-corte-na-selic-e-ataque-ao.html

    13 – em outubro de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/10/qual-e-o-proposito-da-publicacao.html

    14 – em outubro de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/10/analise-economica-interna-e-externa.html

    15 – em novembro de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/11/manipulacao-da-expectativa-de-inflacao.html

    16 – em novembro de 2011: http://perspectivakritica.blogspot.com/2011/11/mercado-preve-inflacao-abaixo-da-meta.html

    Não incentive a mediocridade informativa, não negue a si boa informação, fique conosco durante 2012 e não seja enganado por uma mídia que não tem interesse na sua melhor informação, que quer te induzir contra o seu próprio interesse e que precisa publicar diariamente para vender jornal e se manter, o que baixa necessariamente a qualidade do que produz.

    Schopenhauer já apontava este mesmo problema nos diaristas/jornalistas de sua época (Alemanha de 1850) – jornalista deriva de journaux (jornal em francês), que, por sua vez deriva, de jour (dia em francês). Como o jornalista devia produzir todo o dia, a queda da qualidade do que escrevia criava, para Schopenhauer, uma produção escrita patética em sociedade com fins mercadológicos e de sobrevivência muitíssimo maior do que com o fim informativo e criador de conhecimento de qualidade (ler textos escolhidos de Schopenhauer organizados no livro de bolso “A Arte de Escrever”).

    Constate que durante todo o ano fomos coesos e os fatos no fim do ano confirmaram nossas análises. Confirme que os artigos econômicos do mercado foram indutivos no início do ano de 2011 e que após os fatos se concretizarem no sentido oposto ao que propagandearam, foram adaptando suas previsões e expectativas, para não terminarem o fim do ano desacreditados.

    Esperamos sinceramente que os jornais da grande mídia mudem suas fontes informativas. Jornalista não é especialista econômico, é um comunicador (a não ser alguns poucos como George Vidor). Mas têm o dever de dar ampla divulgação a correntes monetaristas e desenvolvimentistas, para bem informar a população. Esperamos que os jornais mais importantes do País estejam à altura de sua missão e importância para o crescimento mais democrático, verdadeiro e desenvolvimentista do País. Nós precisamos crescer. Nós precisamos distribuir renda. Isso não será possível com teses monetaristas e finacistas ou com a reduplicação acrítica de informações de mercado tendenciosas que somente tentam induzir a realidade econômica do País para conseguir extorquir mais juros básicos brasileiros às custas do endividamento público.

    p.s. 13/12/2011 – texto revisto e ampliado

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui