Aloprados e alteração de perfis de jornalistas do Globo: A posição do Blog Perspectiva Crítica

    80
    0

    Esse Blog repudia veementemente as agressões sofridas pelos jornalistas Míriam Leitão, Carlos Sardenberg e Merval Pereira por quem quer que seja em seus perfis no Wikipédia ou seja lá em que outro e qualquer sítio eletrônico isso possa ter ocorrido.

    Aparentemente todos os casos, como se tratam de jornalistas enfileirados contra a política econômica e contra o governo, diferentemente de outros jornalistas e analistas, inclusive da mesma empresa, estão sendo imputados a atos de governo, sendo que as duas recentes ilicitudes desta natureza, esta alteração e difamação em perfis pessoais de acesso público, tiveram o rastreamento do IP do computador responsável pelas alterações apontando a sua localização no Palácio do Planalto. Fato gravíssimo.

    Se for verdade e comprovado que o ato foi do governo, com sua ciência e autorização, senhores, aí o caso é gravíssimo e o cúmulo do ataque à democracia, dentre alguns outros casos de descaso com a democracia que o governo já efetuou (cerceamenbto do Judiciário em gerir seu orçamento constitucinal, sugestão de dívidas judiciais declaradas contra a União e estatais e autarquias federais serem pagas com orçamento do Judiciário, o recente Decreto n.º 8243/2014, dentre outros mais efetuados e encabeçados pelo partido dos Trabalhadores do que pelo governo, como no caso da Lei da Mordaça ao MP).

    Ataques contra a democracia são todos graves. Ataque às pessooas dos jornalistas que criticam o governo são inadmissíveis. Eu compartilho a crença de que a mídia poderia, com todo direito, propriedade e legitimidade, insistir na investigação desse caso em que o IP da máquina que efetuou a alteração de perfis de Míriam e Sardenberg foi localizado no Planalto. O Ministério Público Federal e a Polícia Federal têm que dar satisfação. Inclusive a Segurança da Presidência da República. O que a Segurança da Presidência da República e a Abin têm a dizer do mal uso do tráfego de internet no Planalto?!?! Essas são as perguntas corretas dirigidas às pessoas responsáveis.

    Não fazer esse tipo de pergunta como fazemos agora é querer reclamar de algo grave sem bater cirurgicamente no calo da questão e dar margem a que o governo diga que o “wi-fi do planalto pode ser acessado por qualquer um”, como fez, e dizer que o governo não teve ciência ou participação no que ocorreu. Fica aqui nossa contribuição republicana e democrática, pois a democracia e a inviolabidade da imagem dos jornalistas, inclusive de todos os bloggeiros do País são bens invioláveis.

    Hoje o Blog apóia um projeto de governo, econômico e social que tende à esquerda, à social-democracia em estilo europeu e nórdico, ao nosso ver. Mas o fato de não estarmos hoje contra o governo, a não ser nos pontos já explicitados várias vezes, não significa que admitamos que jornalistas opositores do governo sofram persequição de qualquer tipo. O jornalista circula informação. Se você não gosta dela, leia outro veículo, prestigie outra empresa jornalística e discuta o seu teor. Crie um Blog e critique o conteúndo das publicações você mesmo! Mas nunca, em hipótese alguma qualquer cidadão pode atacar um jornalista ou sua imagem pessoal e, pior, mudar seu perfil público na internet. Isso é ridículo.

    Os principais suspeitos são o governo, sim. Mas suspeita não é prova. Miriam, Sardenberg e Merval, estejam apoiados pelo Blog perspectiva Crítica neste caso absurdo, mas usem suas possibilidades para pressionar a Segurança do Planalto e a Abin, além da Polícia Federal e o Ministério Público Federal para que esse caso recente seja desvendado. Se o culpado for o governo, será bem mais difícil, senão impossível para cidadãos que amam e defendem a democracia votar nele. Será o Dilmagate!! Mas por enquanto, vejo fumaça grave e presume-se inocência de quem quer que seja.

    Lembro-me que enquanto no PSDB não havia sido definido quem seria o candidato à Presidência do PSDB no pleito de 2006, houve uma violação de sigilo fiscal do principal candidato a candidato, Serra. Acusou-se o PT, sob a alegação de que estava agindo para acabar com um opositor… mas as investigações da Polícia Federal demonstraram, segundo publicação na Carta Capital (é claro que não seria publicado no Globo), que tudo indicava, ou muitos indícios indicavam no inquériuto policial, para correligionários da pré-candidatura de Aécio Neves para enfraquecer seu opositor e sagrar-se o candidato do PSDB à Presidência da República daquele pleito, sem restar certo que Aécio sabia de tais atos ou se com eles concordou; portanto, também inocente até aqui.

    Então.. o IP foi localizado no planalto, mas para lá acorrem muitos políticos e funcionários de diversas matizes além de pessoas da área privada e também funcionários de outros países. A suspeita é clara contra o governo, da qual também compartilho, mas creio que seja possível confirmar a suspeita ou se encontrar mais provas de quem fez o ato. Desejamos o esclarecimento da questão. Apoiamos incondicionlamente os jornalistas agredidos e exigimos que a própria Dilma incite a Segurança da Presidência para investigar e resolver a questão.   

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui